Pesquisa
avançada
12791 joguetes

Retarded Yellow Movie of The Week

Chakushin Ari (One Missed Call) (2003)

Este yellow Movie abissal atrasou bastante porque eu tinha perdido o filme em algum DVD qualquer, e como todos sabem, eu não costumo escrever nada na capa para indicar o conteúdo dos CDs e DVDs que possuo, porque gosto de me surpreender. E quando escrevo é o conteúdo errado, só pra sacanear. Por isso, após procurar em toda minha coleção de patifarias nas ultimas semanas, encontrei finalmente esta obra no mesmo DVD em que estão os seguintes títulos: o episódio 7 de Agent Aika, as revistas CPU MSX de 1 a 20 digitalizadas, Cosmic Fantasy II e Macross Eternal Love Song de PC Engine, e, de Playstation, Princess Maker GO! GO! Princess, Xena The Warrior Princess (sim, notem que é um DVD temático, só tem Princess), Clock Tower, Azure Dreams, Castlevania Chronicles, Policenauts e Strider 2.

Senão vejamos, One Missed Call é um filme do CÉLEBRE e na moda diretor Takashi "Agulha no Olho" Miike. Mas já alerto que, apesar de conter as assinaturas deste verdadeiro maestro do orientalismo (ou seja, agulhas nos olhos de alguém e final sem pé nem cabeça - ou era agulha no olho e o fato dele ficar filmando coisas no fundo da cena que não tem nada a ver com a história enquanto os personagens aparecem num canto?), não passa de um filme de terror comum. Com isso não quero dizer nada além de que a obra não contém os cabacismos de filmes como Ichi the Killer ou Audiction (que colocarei no yellow Movie num futuro distante), além de que comete a heresia de ser divertido e bem feito de verdade. Sim, é isso mesmo, tudo isso significa é que este filme não garante automaticamente que tu vai comer a jornalista ou estudante de marketing cult do teu lado, como costuma acontecer com os outros filmes citados. Mas também não se preocupe. Basta VOCÊ lançar aquele papo cabeça & suquinho de que esta é uma obra mais comercial do diretor Takashi "Agulha no Olho" Miike, mas que deve ser conhecida pelo seu valor estético e seu final aparentemente sem pé nem cabeça. Sei que vocês me entendem e sabm como agir nessas situações. Senão, o google tá aí pra isso. Faça uma voz SUCK e explique que Miike fica filmando as coisas como se ele estivesse presente na situação, mas olhando pro outro lado, observando detalhes em algum canto enquanto a ação se desenrola do lado dele. Por exemplo, logo que googlei o nome do filme, já me deparei com essa jaguncice: "One Missed Call é referido como um dos títulos mais comerciais de Miike Takashi, um produto de estúdio formatado de acordo com ingredientes que o grande..." Vão se fuder, né? Até parece que Ichi não é comercial. Mas tudo bem. Tudo bem, vamos ao filme.

Este é um terror japones moderno no estilo O Chamado e O Grito (Cuuuuuuuuui! Cuuuuuui!). Temos aqui os elementos básicos dessa categoria, o que inclui o uso de tecnologia pelos fantasmas de jovens cabeludas mortas que fazem barulhos esquisitos com a boca: no caso, pessoas de Tóquio (deve ser Tóquio, porra, todo filme japones pra mim é em Tóquio) começam a receber CHAMADAS no celular de um número desconhecido. Quando vão ver a mensagem deixada, descobrem que a ligação foi feita de seu próprio número e de alguns dias no futuro. Ao ouvir a mensagem, escutam umas frases e uns gritos de pavor & hediondez. Estes gritos nada mais são do que as ultimas palavras da pessoa na hora de sua morte, que acaba acontecendo naquela data marcada ali na chamada, normalmente daqui a alguns dias. Uma ORIENTAL e, como não poderia deixar de ser, um japones que teve a irmã morta começam a investigar o fenômeno. Porém, o filme é superior a O Chamado e O Grito, além de ser mais bem dirigido e ter uma história melhor. E o mais interessante é o modo como ele evita com habilidade os clichês do gênero e não mostra cenas de sangue e violência, como seria de esperar pela jornalista intelectual mongolona do teu lado que só viu Ichi. Também não rola aqueles sustos bestas que se resumem a, de uma hora pra outra, surgir um som no volume máximo pra acordar todo cinema, recurso extremamente fraco e de mau gosto.

Passarei agora à tarafa endiabrada e herculea de fazer um delicioso e detalhado spoiler desta obra máxima.

YUMI-CHAN! YUMI-CHAN!

sim, peep-hole phobia sim, peep-hole phobia

O filme abre num bar, já demonstrando uma mesa cheia de bebida e celulares, numa clara metáfora para o mundo sem alma que está transformando todas as nossas colegiais em praticantes suícidas do bukkakke (isso é só uma dica para suquinhar melhor a estudante intelectual burra e maconheira ao seu lado). Na real começa com um grupo num bar e introduz a personagem principal desta obra, YUMI-CHAN, que tem um trauma de olho mágico (ou buraco de tarado, como é conhecido no Japão), que permanece inexplicado no momento. Mas num breve flashback de segundos já deixa claro para quem conhece o diretor que deve ter algo a ver com agulha no olho.

A seguir um membro rijo do grupo conta uma história de terror claramente inspirada na lenda brasileira da loira do banheiro (Takashi "Agulha no Olho" Miike passou alguns meses pesquisando lendas locais em diversas partes do mundo, como sabem os que assistiram ao clássico documentário The Making of Fartsounds Vol.2), e sutilmente, coloca uma mão fantasmagórica no ombro de YUMI-CHAN para a platéia começar a gritar "OLHA ALI! OLHA ALI! TEM UMA MÃO MONSTRUASA NO OMBRO DELA! OLHA ALI! VOCÊS VIRAM?"

aliiii! aliiiiii! vocês estão vendo? aliiii! aliiiiii! vocês estão vendo?

Após isso, YUMI-CHAN vai no banheiro com sua Amiga YOKO e deixa o celular perto da pia. Takashi "Agulha no Olho" Miike combina neste ponto algumas imagens SUTIS de detalhes do banheiro, como pedaços de plastico e do cenário em geral, com o que elas estão falando sobre uma colega ter morrido afogada, para demonstrar toda sua genialidade e permitir a pegação da estudante de filosofia maconheira ao seu lado. Ok, não é nada sutil, na verdade, só falta ele largar a camera e vir gritar na frente dela, mas a finalidade é nobre. Enquanto rola a cousa, o celular de YOKO recebe uma mensagem. Claro que o toque vem numa musiquinha SINISTRA que serve como a frase "SEEEEVVEEEEEEEEEEEEEEEEEN DAYYYYYYYSSSSSSSSSSSS" no O Chamado. (Como sabemos, o único modo de escapar à maldição de O Chamado é responder a essa frase com "Aqui quem tá falando é o Chuck Norris", no que a ASSOMBRAÇÃO responderá com "Opa, foi engano!")

  • Não é a CHAKU MELODY RING TONES!!!!!! Não é a CHAKU MELODY RING TONES!!!!!!
  • Seveeeeeeeen dayssss Seveeeeeeeen dayssss

Mas então, o telefone tocou com uma música sinistra e no mostrador apareceu só um número. Ao verificar ela PERCEBE que é seu próprio número e descobre que foi deixada uma mensagem!!! E a mensagem veio de uma data dois dias no futuro!!!!!111!1! E a mensagem não é outra que não um assombroso gritão de pavor!!!!!!!!!!!!!!!!!11112! Vejam! Estou me URINANDO DE MEDO! Contemplem! Este filme é demais pra mim! Pronto, já estou mais calmo. Vamos prosseguir. Ela mostra a mensagem pros amigos, eles acabam achando que é SACANAGEM e acabam trocando os numero de celular pra combinar um encontro num Oral Bar qualquer. Mas eis aí o PULO DO GATO: como toda assombração japonesa moderna, esta se transmite de forma viral, e o modo de fazer isso é que o celular assombrado manda a mensagem do mal para os numeros que estão em sua memória.

um pouco de necrofilia não faz mal a ninguém um pouco de necrofilia não faz mal a ninguém

Agora, para manter o clima SINISTRO, Takashi "Agulha no Olho" Miike transfere a cena para o necrotério da polícia, onde um cara aleatorio qualquer está olhando pro corpo de uma jovem morta. Como eu não sabia se um pouco de necrofilia era uma preferência exclusiva dos filmes de zumbi italianos ou se também rola no Japão, fiquei com medo. Mas logo se esclarece que o caraé irmão da morta e que ele estava tentando recuperar algo que havia sido SOCADO NA BOCA DELA, quando foi interrompido por um policial.

Na próxima cena, quando YUMI-CHAN está na aula de psicologia, Takashi "Agulha no Olho" Miike manda sutis e maestricas dicas da verdadeira HISTÓRIA do filme, que não é outra senão "o abuso gera abuso". No dia seguinte, YOKO telefona para YUMI-CHAN enquanto está andando pela rua e quando ela percebe, acaba de dizer a frase que tinha ouvido na mensagem do celular pouco antes do grito de pavor. Aí as duas percebem que é a hora marcada na mensagem e fica claro que o grito de pavor é da próprio YOKO que acaba de ser atropelada por um trem! Claro que é uma força sobrenatural que joga ela lá, que antes aparece umas grades se entortando sozinhas. Como se toda a musiquinha e angulos sinistros usados até ali não fossem o suficiente pra mostrar que vai rolar o horror, ainda rola um breve flashback da mensagem, pouco antes da morte acontecer. Yoko ouve um barulho esquisito de spray, a camera fica maluca, o fantasma chega e joga ela em cima do trem.

efeitos especiais sensacionais efeitos especiais sensacionais

Aí, numa parte legal pra caralho, que na real é tão tosca quanto aquelas linguas cortadas se mexendo no chão no Audiction, aparece a mão da YOKO discando um número. A camera se afasta e percebemos que é a MÃO DECEPADA DELA QUE TÁ DISCANDO. Uóóóóóóóóóó! lml lml lml lml lml!

  • vejam, ela não morreu, está discando! vejam, ela não morreu, está discando!
  • Mas está decepado! Uóóóóóóóóóóó!!! Mas está decepado! Uóóóóóóóóóóó!!!

que latinha que latinha

No funeral, YUMI-CHAN encontra um cara estranhão bisbilhotando o quarto de Yoko e pensa que é um daqueles típicos pervertidos que compõem a maioria da população do Japão nos filmes do Charles Bronson. Por certo, meus amigos, por certo que é o mesmo cara aquele que tava no necrotério no início do filme, irmão de outra vítima da maldição! Este filme é de FUDERES! É de FUDERES, estou dizendo! Como se não bastasse, ela vê um grupo falando sobre a tal maldição e outras pessoas que morreram após receber ligações desse tipo. De FUDERES, seu animal! Pelo menos já fica explicado de cara o funcionamento da maldição, sem grandes enrolações, nos primeiros 15 minutos do filme: deve ter um fantasma de uma mulher que deixou um GRUDGE neste mundo, e mata as pessoas e passa a maldição de celular pra celular. Como eu gostaria que o baú pudesse disponibilizar mp3. Neste momento eu colocaria uma aqui do BRUCE WILLIS dizendo YIIPE YAE AEY MOTHER FOCKER, ou algo assim. Elas até aconselham a registrar pro celular não aceitar mensagens do próprio número porque é uma REDE DE CELULARES MATADORES.

MIIKE explica a trama MIIKE explica a trama

Dias depois, aparece um daqueles caras que estavam no bar pra perguntar se a morte de Yoko teve algo a ver com o trote. Porque ele recebeu uma ligação parecida e a hora da mensagem é DAQUI A POUCO!!11! Ele fica todo apavoradão e vai embora correndo, vai pegar um elevador, e quando vê, fala a frase que apareceu na mensagem dele! Quando ele se dá conta, a porta do elevador abre sem o elevador estar ali e aparece o barulho do SPRAY DO MAL que tinha sido ouvido pouco antes de Yoko ser derrubada no trem. Ele fica cagado de medo e uma força maligrina puxa ele pro buraco do elevador enquanto YUMI-CHAN assiste.

Bigodinho prestes a ser SUGADO para o interior do elevador Bigodinho prestes a ser SUGADO para o interior do elevador

Aparece o corpo do cara no fundo do poço, cuspindo uma BOLOTINHA VERMELHA igual aquelas que aparecem durante os créditos no início do filme, o celular dele liga e disca sozinho pra outro número, transmitindo a maldição. A polícia acha que é tudo suícidio desses jovens dogrados e cheiradores de calcinha usada.

Na casa dela, YUMI-CHAN e outra Amiga que estava no bar se apavoram porque os numeros delas estavam no celular do defunto. Elas desligam os celulares e vão dormir. Claro que não adianta nada, que no meio da noite toca a musiquinha sinistra no celular da NATSUMI.

Outra ligação do mal! Outra ligação do mal!

mensagem com gif animado do mal mensagem com gif animado do mal

Dessa vez, na mensagem, vem uma FOTO SINISTRA com a cara de NATSUMI com um BRAÇO FANTASMAGÓRICO saindo de uma parede atrás dela. Pra EVAPORAR melhor, o braço dá até uma mexida, que a foto é um gif animado safado como aquele que sai um fantasma da casa mal assombrada depois que tu fica olhando muito tempo.

A história se espalha e no colégio todos pedem para Natsumi DELETAR seus números do celular dela. Elas até levam o celular pra cancelar a conta e jogam fora o aparelho! É tri bom esses MODOS de tentar deter a maldição. Que filme bem agradável e de infinitas possibilidades.

Acho que vou parar um pouco de ver e ir jogar President Evil 4. Já volto aí.

A toreza prossegue: a história da maldição se espalha tanto que surgem do nada uns reporteres pra entrevistar elas pra um programa de televisão sensacionalista, convidando pra filmar NATSUMI na hora marcada para a morte na mensagem. O programa tem até um monge medium que vai tentar desfazer a maldição através de um exorcismo.

  • os reporteres sacaneando os reporteres sacaneando

Durante o acochambre dos reporteres, eles metem um celular qualquer na mão dela pra filmar e fingir que é o amaldiçoado e qual não é o horror quando a musiquinha sinistra começa a tocar desse novo celular, meus amigos. Aparece nova foto amaldiçoada e os reporteres aproveitam pra convencer ela a participar do programa.

jawbreaker do mal jawbreaker do mal

Depois que os reporteres levam Natsumi para o estudio, surge do nada o caro do início do filme e se junta a YUMI-CHAN para investigar o mistério. Ele descobriu aleatoriamente que todos os corpos das vitimas da maldição aparecem com uma BALA VERMELHA na boca, um jawbreaker do mal. E também, meus amigos, também! os celulares das vítimas ligaram para um hospital pouco depois da morte deles. Só que pra o número antigo desse hospital, que está desconectado, e o hospital mudou para outro endereço. Claro que enquanto visita o novo endereço do hospital, YUMI-CHAN ouve o ruído de um spray para ASMA e descobre que é esse o mesmo som que apareceu quando o amigo dela caiu no elevador. Claro que com isso eles chegam a conclusão fascinante que a FANTASMA era uma paciente com asma que deve ter morrido nesse hospital. Para descobri-la, eles vão na casa de um pervertido que coleciona fotos de cadaveres arquivadas pelo local onde morreram. Com isso, descobrem uma jovem otakinha que morreu de asma e, pelo sobrenome, veem que o numero da mãe dela estava no celular da irmã do cara que foi a primeira a morrer na maldição. É, este filme é incrivelmente complicado, é melhor pararmos de tentar acompanhar e aguardarmos pelo remake americano que já está sendo feito. A irmã do cara trabalhava em assistencia a crianças e pelos APONTAMENTOS dela, eles descobrem que a asmática que morreu tinha uma irmã menor com sinais de queimaduras e outras porcarias com possibilidade de ser abuso, sendo tratada seguidamente naquele mesmo hospital. A família desapareceu depois dela ter morrido de asma. Eles investigam mais e descobrem que a mãe estava do lado, sem fazer nada, quando ela morreu, e acham que é essa mãe maligna que é o fantasma.

O programa de exorcismo. O programa de exorcismo.

Pulemos para a fantástica cena do exorcismo na televisão, com um monte de OTAKUs gritando, cenários toscos imitando casa assombrada, um relogio gigante marcando quanto tempo falta pra hora marcada para a morte, expertos em fenomenos paranormais comentando e várias patifarias pra sacanear bem o estilo de programas como LINHA DIRETA e outras merdas desse tipo. Melhor cena, na verdade. O programa de exorcismo é transmitido em tudo que é lugar, naqueles telões em edifícios, e todos bocós de mola do mundo estão vendo. Eis aí outro detalhe bastante meigo do filme. Se fosse seguir o roteiro comum, jamais televisionariam a maldição funcionando, aconteceria certamente algo para impedir.

um dos expertos em fenemos paranormais do programa um dos expertos em fenemos paranormais do programa

MÃS COMO RESOLVER o problema de televisionar a maldição sobrenatural e deixar todo mundo ver ela funcionando num filme? Auuuuu, nós teriamos que mostrar as consequencias disso ou teriamos que fazer as cameras sairem do ar ou faltar luz ou algo assim na hora ou todo mundo veria que o fantasma existe mesmo.

  • o programa de exorcismo o programa de exorcismo
  • todo mundo vendo todo mundo vendo
  • o relogio da morte o relogio da morte

o monge exorcista o monge exorcista

Takashi "Agulha no Olho" resolveu a questão da seguinte forma: na hora marcada, começa a tocar a musiquinha do mal, interrompendo o exorcismo. Uns CABELOS FANTASMAGORICOS DO NADA, elemento comum no horror japones, surgem e pegam os pés de Natsumi, o FANTASMA aparece atrás dela bem como na foto que surgia no celular, quebra os osso dela tudo e arranca a cabeça e o corpo ainda fica de pé um tempo antes de cair. E FIIIIIIIIM! Acaba a cena, porra. Não tem que mostrar consequencia nenhuma, isso é coisa de diretor debil mental amador de filme de EMO!

  • OLHEM! LÁ ATRÁS!!1! OLHEM! LÁ ATRÁS!!1!
  • splurrrrrrt splurrrrrrt
  • splort splort

Agora é o celuler de YUMI-CHAN que toca, fazendo dela a próxima da lista. Ela vai visitar o apartamento abandonado onde morava a asmática que é o fantasma para ver se encontra alguma solução e sofre alguns sustos gratuitos tão bonitos quanto andar na chuva com aqueles guarda-chuvas da Madonna, não sei se vocês lembram desses, da época que ela tinha o cabelo igual ao da Cyndi Lauper e era magrinha. Depois encontram a irmã menor da asmatica no orfanato, mas ela não fala mais nada, é claro, porque ficou traumatizada com algum acontecimento hediondo. Os guarda-chuvas da Madonna vinham em rosa e em branco. Sério, aqueles guarda-chuvas eram muito bons.

Percebemos neste momento que a musiquinha que o urso de brinquedo de NANAKO-CHAN, a irmã agora muda da asmatica, é a mesma musica do toque dos celulares malignos, vejam vocês. Era a música de um PROGRAMA popular para crianças, Takashi Fura-Olho para a filmagem e surge na frente da camera para explicar.

Silent Hill Grande Silent Hill Grande

Numa tentativa final de se livrar da maldição, com o tempo acabando, YUMI-CHAN vai até o lugar onde ficava o antigo hospital, um dos cenários favoritos do horror japones é o hospital abandonado. De noite, claro. Lá vai rolar um pouco de barulhos bizarros do nada, alguém espalhando jarros cheios de porqueiras inindentificaveis pelo caminho e outras belezas que podem ser conferidas nas fotos abaixo.

Uma hora eles acham o corpo da mãe da asmatica no hospital, segurando o celular e fazendo chamadas malignas. Faltam poucos segundos pra hora marcada pra YUMI-CHAN morrer. O heroi pega o celular e consegue cancelar a chamada bem a tempo e ela sobrevive.

acabou o filme. tiam, tiktiaram, tiktirakatam. acabou o filme. tiam, tiktiaram, tiktirakatam.

MAS é claro que acontece uma reviravolta sensacional no estilo o Chamado: quando todos acham que acabou a maldição, eis que o corpo ganha vida e começa a atacar numa cena muito bela & boa.

  • TROOOOOSH TROOOOOSH
  • trooosh trooosh

Utilizando-se de táticas similares as da coelhinha cor-de-rosa do baú, YUMI-CHAN consegue comover o fantasma e ele morre. Vejam, mais uma vez parece que a maldição acabou.

  • tatica coelhinha cor-de-rosa tatica coelhinha cor-de-rosa
  • fantasma comovida fantasma comovida
  • acabou de novo acabou de novo

MÃS a policia revela o conteudo de uma fita de vídeo que mostra o que acontecia realmente na casa da asmática: não era a mãe que abusava delas, mas a própria asmática fazia cortes na irmã (a mãe deixou o vídeo gravando pra decobrir o que acontecia quando ela não estava olhando). A mãe descobriu e a guria teve um ataque de asma. Ela foi levar a irmã no hospital e deixou a outra morrendo. E a asmática dava as balas vermelhas do mal para sua irmã ficar quieta depois de machucar ela. ISSO SIGNIFICA, por algum motivo que não vem ao caso e que só um hedonista compreenderia, que o verdadeiro fantasma por detrás do celular do mal é a asmática e a mãe dela foi a primeira vítima.

Agora vem a parte mais sensacional do filme, é claro. Eu sei, o exorcismo foi a parte mais sensacional, então esta na verdade é a parte mais escralachoque. Na casa de YUMI-CHAN o relógio começa a voltar para trás até a hora que tinha sido marcada para a morte dela. O heroi vai até lá pra avisar ela da VERDADE. MÃS não é ele realmente! É a fantasma imitando a voz dele, YUMI-CHAN percebe, porque ele não para de repetir a mesma frase. Aí ela decide enfrentar o seu medo de OLHO MAGICO, explicado em algum flashback que eu pulei, e vem a cena preferida do Takashi. Agulha no olho, claro.

aqui, um bauruzinho para você aqui, um bauruzinho para você

Mas como este é um filme para toda a família, digno de passar no CINE BELAS ARTES do SBT, YUMI-CHAN consegue desviar da agulha. Só que a fantasma já está dentro do apartamento, comendo suas balas do mal.

FRAAAAAAASH FRAAAAAAASH

O heroi de verdade chega no apartamento e aparentemente YUMI-CHAN está bem. MÃS ela tira uma FACA do nada e mete na barriga dele!

toma, então toma, então

vejam, no espelho! vejam, no espelho!

Foi póssuida pela asmatica! Inclusive, pra deixar isso claro, ele olha pra um espelho e vê a asmatica refletida no lugar de YUMI-CHAN!!1! QUE horror! DANAÇÃO! Ela diz que vai lever ele pro hospital, como fazia com a irmãzinha.

Agora começa a parte sem pé nem cabeça, que na verdade é muito simples, mas eu não vou explicar pra vocês porque não tô a fim e eu ia parecer um EMO, mas aparece o cara entrando no apartamento da asmática e colocando a bombinha nela pouco antes dela morrer. Daí aparece ele no hospital como se isso tivesse sido um sonho. YUMI-CHAN aparece no quarto dele, só que tá tudo branco no cenário e ela tá segurando a faca ainda. Aí ela se abaixa e põe com a boca uma das balas vermelhas na boca dele. Ela fica rindo e APARECE UMAS NUVENS NO CÉU E FIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIMMMM! Acabou o filme!

FIIIIIIIIIM! FIIIIIIIIIM!

E eu gostaria mesmo que o bau tivesse MP3 pra vocês ouvirem a musiquinha que aparece no final. Pelo amor de deus. Vejo vocês no próximo yellow MOVIE.

leia mais Retarded Yellow Movie of The Week

Últimos jogos vistos

tu se acha o ardcór das parada?