Pesquisa
avançada
12791 joguetes

Retarded Yellow Movie of The Week

Bunkerismo e Sobrevivência - parte 5. Digo, 4.

Ae. Começou Hora Cero Blues Special. El programa mas negro de la radio. En argentina dos minutos de las 23. Magic Slim... Treat me the way you do.

Então, antes de mais nada, gostaria de dizer que nem comentei outras duas obras do Eddie Murphy que acabei de digitalizar. Estas não posso recomendar para todo mundo, porque são as gravações dos shows de stand up dele, Raw e Delirious, e o Eddie pega pesado com nossos fãs. Ele sacaneia deus e todo mundo, inclusive homossexuais e (não leiam isso, fãs do bau que choraram ao assistir Professor Aloprado e que rasgaram o cu por causa do... até tenho medo de pronuciar essa palavra, olhem pro lado, gordos... Norbit. pulem ali pro próximo parágrafo e tudo ficará bem.) Ele sacaneia deus e todo mundo, INCLUSIVE homossexuais e gordos. Prontofalei.

Agora vamos ao diretório do famoso cantor, ator e super dublê Jackie Chan, popular pra caraleo nas locadoras do brasil nos anos 80, lóc de dogras e até esqueci o que eu ia escrever aqui. Acho que eu ia falar sobre o Ronaldinho. Isso!

Assim, então os TORCEDORES do grêmio estão furiosos com o Ronaldinho. Estão chamando ele de mercenário, vejam vocês. Por que tanta fúria? Porque ele aceitou um emprego que paga mais em outro time. Mas no fundo o motivo é porque ele mostrou que no BRASILZINHO de vocês ninguém leva futebol a sério, exceto vocês, os torcedorezinhos fanatiquinhos que não passam sem um churrasquinho no dominguinho de vocês, porque na vidinha de vocês é tudo pequeninho. (Inclusive as picas de vocês, nunca se perguntaram por que estão recebendo tanto spam de enlarge your penis now?)

Então... Ronaldinho (até ele é inho, vejam que coincidência), bem como os demais jogadores de futebol brasileiros, são todos profissionais que trabalham para quem paga mais. E geralmente vão jogar no 1o mundo, na Europa, que é onde rola o futebol de verdade, com salário de verdade. E vocês ficam com a merda, o futebol de segunda categoria. Ah, mas vocês não se importam, não é? O AMOR pelo time é mais forte. O time de vocês pode vender os melhores jogadores, ficar só com restolho ou com iniciante (que ao começar a jogar mais ou menos será devidamente exportado), mas o que importa é que é o flamengo. O MENGO. Ou o timão. Ou o curíntia. SUMPAULO! então. Vocês amam o time. Brigam pelo time. Não perdem um jogo do time. O Muffie tá lá comendo a mulher de vocês no dominguinho durante o joguinho e botando chifrinho em vocês, mas não importa, é o timão, heim? É o INTERRRRRR, campeão da... o que foi que o inter ganhou mesmo agora há pouco? Recopa? Copa da américa? Sulamérica? Super copa? Copa do Brasil? Do mundo? Dos campeões? Bocopa? Libertadores da rosca? Ou é um mega clássico que tem todos dias, um FLAFLU, GRENAL? Sei lá, tem sempre uma copa acontecendo no Brasil, vocês não precisam chorar nem se preocupar com o salariozinho minimozinho de vocês, nem faz mal que os députado ganhem duzentos mil reais por ano fora vantagens, não importa o super-combo para acabar com tudo Dilma com enem, não faz mal que Sarney, o rei do brasil, esteja botando no cu, no cu das filhas de vocês e descrevendo em sua literatura, a isso tudo vocês, VOCÊS são passivos, mas AI DO RONALDINHO SE ELE VIER A PÔR OS PÉS DE NOVO EM PORTO ALEGRE! que o crime dele é sério: abalou as fantasias de vocês, aquelas em que MAIS ALGUÉM além de vocês se importa com o futebol de merda e os timezinhos de segunda do brasil. A PROJEÇÃO de vocês de que os jogadores se importam, de que os técnicos e os ADMINISTRADORES se importam. Ledo engano. Ronaldinho mostrou que só vocês se importam. E essa é a única coisa que vocês tem. A única coisa que faz algum sentido nas suas vidinhas e no seu dominguinho com churrasquinho, onde vocês, sem querer soar veado, batem uma bolinha. AI DO RONALDINHO QUE NÃO PASSOU OS ULTIMOS ANOS TIRANDO DINHEIRO DO BRASIL, MAS SIM DOS EUROPEUS! Este é, ao contrário dos deputados, um mercenário. Praticamente já tá participando da continuação do filme do Stallone, EXPENDABLES II, heim, heim? AI DO RONALDINHO SE PUSER DE NOVO OS PÉS EM PORTO ALEGRE, REPITO COM DOUBLE CAPS LOCK E MÚLTIPLAS EXCLAMAÇÕES. PORQUE SE ELE PUSER OS PÉS EM PORTO ALEGRE... vocês rasgam o cu, né, suas bicha? Porque vocês não são homem pra fazer mais nada. Acaba o sonho. game ovo. Opa, digo, game over. Ronaldinho mostrou a verdade e vocês choraram. Logo, Ronaldinho, a partir deste momento, é jogador aprovado pelo bau de jogos, o site onde rola a coisa boa. Agora, Eddie C. Campbell, Big World, na hora cero blues special. Eddie... Eddie! I'm ready!

El personaje mas... mas amigable, podemos dicer, mas very nice, como dicem los americanos. Eddie C Cá.

A carreira do Jackie Chan pode ser dividida em duas fases. A fase dos filmes de hong kong em que ele era um china narigudo que fazia QUALQUER COISA, inclusive dramas, contando com mais de 300 produções, e a fase dos filmes americanos mais bem produzidos.

Da primeira fase, o meu preferido é o Spartan X, também conhecido como Wheels on meals, de 84. Só lembro que o jackie chan e o parceiro dele eram entregadores de comida na espanha e que no final eles invadem um castelo medieval pra salvar uma mulher e rolam as engraçadices e a atuação física de sempre. Jackie Chan tava uma tora nesse, aliás.

Armour of God é outro clássico, de 86, em que ele é o aventureiro ASIAN HAWK, ou Condor, dependendo da versão. Não me lembro de nada, só que tinha mulher pelada, era divertido e no fim ele enfrentava quatro mulher ao mesmo tempo. E tem o Armour of God 2 - Operação Condor, que não fica atrás e ele enfrenta nazistas.

Temos o famoso City Hunter, que é adaptação do mongá e que ficou CELEBRIZADO pela cena ridícula pra caralho em que ele e o inimigo viram personagens do Street Fighter 2 quando o Jackie cai numa máquina de fliper. E no fim o Jackie Chan vira a Chun Li:

Entre os grandes clássicos da veadagem com ação, temos Project A, partes 1 e 2, em que Chan é um marinheiro de hong kong enfrentando piratas. A música de abertura é magnifica. O filme todo é magnífico. Ouçam. Vocês podem ouvir:

Grande sucesso na ásia. Não se baseiem nas imagens desse vídeo, tem cenas de luta boas mesmo, principalmente no fim. Ele faz acrobacia até pra estacionar a bicicleta. Contemplem também os videogames do Jackie Chan para MSX: Spartan X, Project A partes 1 e 2, The Protector e The Police Story. No fliperama ele ATUOU no Spartan X (versão oriental do Kan Fu Master) e num jogo mais moderno estilo Mortal Kombat todo digitalizado e com atores de primeira. A música da parte 2 do Project A é ainda melhor, e este é o único filme que conheco que inicia imediatamente do final do 1, ou não, não lembro bem, só sei que é worth pra caralho, com Jackie Chan e seu amigo gordines enfrentando mais piratas:

Como sempre, o próprio Jackie Chan canta os temas de seus filmes. Com versão em inglês e chinês. (Coloquei esta música na minha formatura, por falar nisso, no curso de jornalismo da UCPEL.)

Who am I? é um filme mais recente, de 98, em que ele é um agente da CIA que cai na áfrica e perde a memória. Os índios chamam ele de Who Am I, vejam vocês, porque é a primeira frase que ele fala quando recupera a consciência. Rola excelente luta ultra tosca em um telhado no fim que serve para demonstrar para os que não gostaram das performances americanas que o Jackie Chan não tinha perdido o ESTILO original. Também recente e desse nível tem o Thunderbolt, em que ele é um mecânico bem intencionado que vira piloto de corrida e enfrenta sabotadores, música tema maravilhosa que acompanha vídeo mostrando a linha de montagem dos carros no início do filme e cenas de ação maiores do que tudo o que existe, à exceção daquele artefato que vocês conhecem bem.

Uma série clássica dos anos 80, com milhões de continuações, é Police Story, que incluí apenas as duas primeiras partes aqui no meu BOV. O filme mais PESSOAL do Jackie Chan (li isso no imdb, acho, sei lá, e achei bonito).

Mas o melhor tema dele é do clássico Young Master, de 1978, em que ele é um lutador chinês tradicional que vai participar da dança do dragão e tal.

Olha a letra da obra:

This load that IIIIIIIII been walkin

dont seen to have no end

and IIIIII never met

a single man yet

that IIIIIIIIIII could call my friend

Genial, heim? Primeiro filme que ele dirigiu.

it seens to meeeeeeeeeee

I was born to beeeeeeeeee

a kan fu...... kan fu fighting maaaaaan

stars haves been my ceiling

grurass haves seen my bed

where IIIIIIIIIIIII laaaaaaaayy

my wearyyyyyyy heaaaaaad

So if you seeeeee me coming

you better noooot step in my waaaay

just leave meeeee beeeeeee

and you may seeeeeeeee

the dawwwwwwn of another daaaaaaay

Praticamente o Roberto Carlos chinês. Na real o Jackie Chan é o maior ator já vindo da ásia. Não tem igual.

Bom, vamos ver o que mais tem de filme aqui...

Dragons Forever de 1987 e... Ah, aqui está. Talvez o melhor e mais original filme do Jackie Chan: Drunken Master de 1978, que tem um remake chamado The Legend of the Drunken Master de 1994. Pode ser também o melhor filme de ARTES MARCIAIS do universo. Qual dos dois? Os dois são igualmente bons. Jackie Chan é um lutador de drunken box, durante as lutas ele toma trago e fica melhor. E são as lutas mais sensacionais já filmadas, na parte um, inclusive, ele usa o estilo fag e bate nos oponentes até com a bunda. Um dos treinamentos envolve se equilibrar em cima de um pitoco, que se ele errar, se crava no cu, ou seja, muito pior que o trainamento do Jan Clôde no Grande Dragão Branco.

Como podem ver na foto acima, foi deste filme que tiraram o velho bêbado do King of Fighters. É um dos melhores filmes de kung fu que existem e não é tão conhecido, vale a pena ver agora mesmo. Contemple esta luta do original em que ele demonstra vários estilos:

E tem bicha que fica vendo Jet Li e Kill Bill e o Clã das Adagas Voadoras... Então tá. Vai lá ver Kill Bill e não me enche o saco. Bah, na real, a luta do fim do remake é ainda melhor, no drunken master. Não tem igual.

Dos filmes americanos do Jackie Chan decidi por bem incluir os três Rush Hour, que dizem que é uma merda mas na verdade são bons e engraçados pra caralho, e o Rumble in the Bronx, que é o primeiro filme americano bem produzido dele, por isso quando vi achei que ia ser o canal, mas tem uns antigos muito melhores.

Concluo com: Jackie Chan > Bruce Lee

Agora, antes de prosseguir ao diretório JCVD, o diretório dos filmes do BELGA, do BAILARINO, do FRANCÊS, essas coisas, vou responder mais uma pergunta de nossos leitores:

MÃS Leonel, como fazer para escrever bem, para escrever como um verdadeiro jornalista?

Agora que o diploma de jornalismo é desnecessário (auuu, mas Leonel, você goshtaria que seu neuroCERORGEÃO não fosse formado? Peraí. Neurocirurgia é uma coisa. Escrever em português é outra. Não precisar de diploma pra jornalismo é algo muito justo: não precisa de universidade pra saber escrever e mesmo com universidade ninguém aprende, pelo que podemos comprovar em qualquer jornal diário.), bom agora que o diploma é desnecessário, tudo que você precisa para ser um bom jornalista (não apenas um jornalista de games, mas um jornalista em geral), é seguir a risca a cartilha "Manual de Redação da Editora Abril". Se não quiser ler o manual, que sei que jornalista não curte ler, fiz um resumo abaixo de todos os passos necessário:

1 - Não ler nada que tenha mais que uma página (dã, esse é óbvio, não precisa nem explicar - ler é chato).

2 - Em suas reportagens, para criar empatia com o leitor, EMOÇÃO, sempre que alguém tiver passado por uma grande tragédia, olhe bem pra pessoa, que neste momento está acabada, e pergunte "Qual a sua sensação neste momento em que ocorreu XXXXX (aqui descreva detalhadamente a perda para a vítima, nos mais grotescos detalhes, para refrescar sua memória e gerar uma reação mais espontânea)?"

Exemplo: Como você se sente agora que sua filha foi estuprada e em seguida mutilada por cinco meliantes mal encarados e sem consideração, ainda mais exatamente um dia depois de sua mulher cair do telhado de sua casa (destruída durante um furacão, é muito azar, não é mesmo?) e ter sido empalada por um cabo de vassoura que estava no quintal?

Outro exemplo: Como se sente sabendo que seu filho nasceu com paralisia cerebral e que nunca vai ser normal por causa da droga experimental que sua esposa usou inadvertidamente durante a gravidez?

Se a vítima não responder nada, tudo bem, apenas siga filmando e apreciando as lágrimas. Se não estiver rolando lágrima, prossiga com a pergunta genérica "É muita tristeza, não é?"

3 - Idem ao acima, mas ao contrário para situações alegres.

Exemplo: Como se sente agora que acertou sozinho na loteria? E fica filmando. Se o cara não responder, dá-lhe "É muita alegria, não é?"

Variante: Como se sente tendo matado 10 pessoas a sangue frio?

4 - Pergunte o óbvio.

5 - Não permita que o entrevistado fale por mais de 10 segundos, ninguém está interessado mesmo em explicações. Aliás, resuma bem a pauta quando for explicar alguma coisa, especialmente algo científico. A explicação não precisa estar correta, basta dizer para o povão, que não vai entender mesmo e ninguém se importa, o que você acha que está acontecendo.

Exemplo: um buraco negro, que é uma força extrema espacial que engole todos os planetas vizinhos, foi descoberto em...

Outro exemplo: O vice-presidente do esporte clube são paulo foi fulminado por um infarto agudo do miocárdio, que nada mais é que a musculatura do coração parando de funcionar devido ao colesterol alto...

6 - Sempre que for dizer que alguém teve um infarto ou que morreu por qualquer outra doença que tenha qualquer relação com o coração, diga que tal pessoa foi FULMINADA por um infarto. Ninguém morre de infarto. As pessoas são fulminadas por infartos. Infartos são sempre FULMINANTES. Por outro lado, se a pessoa estava mal, mas está melhorando, diga que ele JÁ RESPIRA SEM A AJUDA DOS APARELHOS.

7 - Se for fazer o REVIEW de alguma música, diga sempre que a letra tal tem LEVADAS de algum estilo musical (exemplo: levadas de jazz) com pitadas de algum outro estilo (exemplo: com pitadas de PÓP). Se é pra falar bem do cantor, fale de seu VOZEIRÃO, e se quiser incrementar, chame o vozeirão de RASCANTE, MELANCÓLICO ou qualquer outra merda assim.

8 - Sempre que for fazer o REVIEW de algum livro e não estiver recebendo do autor ou da editora para isso, diga NÃO É O NOVO Machado de Assis e PARA QUE ESCREVER ISSO? Machado de Assis JÁ FEZ E MUITO MELHOR, SEM ESTE RANÇO MODERNISTA, EM 1880. Para evitar repetição pode usar NÃO É O NOVO DOM CASMURRO ou NÃO É NADA QUE NÃO TENHA SIDO FEITO COM MAIS GRAÇA E SABOR (sério) EM MEMÓRIAS PÓSTUMAS DE BRÁS CUBAS. O autor se perde em FIRULAS MODERNISTAS e ROCOCÓ BARROCO. Agora caso a editora ou o autor estejam pagando, use APESAR DE CERTO ROCOCÓ BARROCO e PIROTECNIA MODERNISTA, o autor segue o estilo (não alcança, é verdade) de Machado de Assis.

Estudem aí e vamos ao diretório do JAN CLÔDE VAN DAM, ator admirável, capaz de armar a barraca para a Gretchen no programa do Gugu, que participou de alguns excelentes filmes no início de sua carreira e que por coincidência quase foi fulminado por um ataque cardíaco recentemente, dizem que por causa das dogras.

Acima, Van Damme e sua marca registrada, a abertura total, que ele faz em praticamente todos seus filmes, menos os ultimos, porque ele ficou meio velho e não tá a fim de uma hérnia nas bola. Podemos dividir a carreira do belga sapiente em quatro fases distintas, que é a estrutura estudada mais comumente na maioria das escolas de cinema:

1 - os melhores filmes do mundo, que são os do início de carreira

2 - filmes com irmãos gêmeos ou clones androides ou cópias do futuro, que teve essa fase chata pra caralho que em todo filme o Van Damme tinha um clone

3 - a decadência devido às dogras e um monte de filme genérico, alguns interessantes

4 - JCVD, um filme francês meio de arte que subiu à cabeça e fez Van Damme recusar o papel de sua vida

Por algum motivo (encontrei um diretório JCVD numa vinchestre do Corongo com 20 giga que tinha esses filmes todos) tenho TODOS filmes do Van Damme menos um ou dois.

Da fase 1 do Van Damme, a melhor, podemos começar com BLACK EAGLE, de 1988.

  • van damme fazendo a abertura no black eagle van damme fazendo a abertura no black eagle
  • black eagle, com o Sho Kosugi black eagle, com o Sho Kosugi

Neste ele é o vilão, um russo do mal, e o herói é o célebre Sho Kosugi, ator relativamente famoso nos anos 80 por fazer muitos filmes de ninja. Sabe todos aqueles filmes de ninja dos anos 80 que o pessoal gostava e tal? E os seriados de televisão? É muito grande a chance de que TODOS ELES tenham sido feitos pelo Sho Kosugi, baita ator, por sinal, mas o diretório NINJA vai ficar para depois. Sho é um agente da CIA e tem que recuperar uma arma secreta e tal e o Van Damme é da KGB, então tá armado o negócio pro CIRCO PEGAR FOGO. Vai se fuder, nem sei por que eu escrevi isso.

van dame fazendo a abertura na capa do no retreat van dame fazendo a abertura na capa do no retreat

No Retreat, No Surrender, de 1985 ou 1986, vai saber, é outro grande clássico do sub-gênero das artes marcias toscas em que um guri corinho de pica que apanha de todo mundo decide aprender kung fu ou karate e vira homem (está aqui a CHAVE para acabar com o bullying, os filmes dos anos 80 ensinam: é só aprender karate). Neste, o Van Damme é o guarda-costas russo do mal que mal aparece e aparece mais pra participar na luta final e é sobre um guri que tem que defender a honra da academia dele ou algo assim. Mas isso não importa, o filme em si é excelente. O guri aprende kung fu com o ESPÍRITO DO BRUCE LEE, que vem ensinar ele com frases filosóficas e com um daqueles boneco de madeira de dar porrada. Além disso, ele tem um amigo que é o Rogilio em pessoa, e que durante a montagem de treinamento, quando o cara tá fazendo umas flexões meio esquisistas que consistem em mexer o quadril pra cima e pra baixo, o amigo esse vai lá e senta no pau do cara, derrubando ele.

negãozinho sentando na pica negãozinho sentando na pica

Aí o guri fica mais forte e na próxima sequência, quando ele tá fazendo de novo o lastimável exercício, o outro vem e senta na pica e fica ali REBOLANDO. gay pra caralho isso, mas o filme é bom sim. Assista a segunda sequência de treinamento aqui:

Baita música pra fazer TFM, heim? Eu normalmente uso essa ou a do Kumitê.

Este filme teve várias continuações nada a ver com o original e que eram sobre a guerra do vietnã, pra vocês terem uma idéia. O único artigo notável nessas continuações é que a Cynthia Rothrock participa de algumas. Nenhuma tem o Jão Clôde.

O melhor filma da carreira (entendeu?) do Van Damme é, sem dúvida, Bloodsport:

  • van damme fazendo a abertura total na cidade van damme fazendo a abertura total na cidade
  • van damme fazendo a abertura num hotel van damme fazendo a abertura num hotel
  • van damme fazendo a abertura no ar van damme fazendo a abertura no ar

Também é o filme onde ele faz mais aberturas totais do Van Damme(c), como podem ver pelas fotos acima. E tem mais outras ainda, na parte do treinamento.

Bloodsport, se você é louco e não sabe, recebeu no Brasil um título melhorador de filme: O Grande Dragão Branco. E é a história real de mentirinha de um soldado americano que abandona as forças armadas pra ir participar de um torneio secreto de artes marciais em que o campeão atual é o Bolo Yeung, um gordão do mal que DETONA os oponentes com requintes de CRUELDADE (jornalistas toscos sempre usam a palavra requinte, esqueci de colocar ali em cima). Na real o Bolo dá altas imitada no Bruce Lee. Chegando em Hong Kong, Van Damme encontra um caminhoneiro toscão que tá participando do torneio, joga um karate champ com ele no fliperama e eles ficam amigos. Aí o Bolo Yeung caga o caminhoneiro a pau e o Van Damme vai se vingar. Claro que o Bolo luta sujo, mas todo o treinamento do Van Damme com um mestre chinês, que consistia em práticas obscuras e esdruxulas como servir uma mesa vendado ou fazer umas aberturas totais, vai comprovar sua utilidade, principalmente na MAIOR CENA QUE O Van Damme JÁ FEZ, o clássico absoluto da patifaria universal, a cena magnífica em que o Bolo Yeung joga areia na cara do Van Damme e, recordando-se do treinamento (a parte que ele servia a mesa vendado), o Jan Clôde luta sem enxergar e vence:

(Clique na foto para ver a animação.)

Rola muito mais arte no filme, é claro, esta é uma daquelas obras máximas do cinema, não é de admirar que o Van Damme não tenha feito nada melhor. A cena em ele foge todo ALEGRE e SALTITANTE pela cidade enquanto os enviados do exército tão atrás dele pra levar de volta pros EUA, por exemplo, ou a parte que ele quebra os tijolos e o bolo yeung diz que o tijolo não reage...

As músicas também são de altissimo nível, principalmente o tema do KUMITE, Fight for Survive:

Tenho o disco, obviamente, e sempre uso no TFM.

Grande Dragão Branco é um filme perfeito que une os melhores gêneros das artes marciais: o torneio secreto, treinamento obscuro que serve pra tudo, lutadores de todas partes do mundo e filme de vingança. E foi o que INICIOU a onda de Kickbox que o Van Damme popularizou. Então parem de chupar rola e liguem a televisão que deve tar rolando ali na sessão da tarde. Opa, esqueci que agora só tem filme frugívoro no mundo.

van damme fazendo a abertura total no Cyborg van damme fazendo a abertura total no Cyborg

Cyborg, o Dragão do Futuro

Bah, que baita filme. É do Pyun, cara. Pyun.

O havaiano Albert Pyun é um dos diretores mais dementes do mundo. Os cara dão pra ele um dinheiro tosco e um roteiro pior ainda e, na cabeça do Pyun, ele tá fazendo arte, ele filma o bagulho como se tivesse fazendo a melhor coisa do mundo, na cabeça dele o Pyun é o Fellini. O Fellini da porrada, é claro. Cyborgs lutando em futuros tosqueira são o tema preferido dele e veremos mais obras do Pyun nas outras partes desta série.

Quanto ao filme Cyborg, é bom demais. Van Damme é um magrão que tem que escoltar uma cyborg pelo futuro tosqueira do mal e uma gangue liderada por um negão com os olhos totalmente brancos tá atrás deles. Só que na real o negão tinha matado a família do Van Damme e ele quer vingança. Os efeitos especiais são apavorantemente ruins, o que é bom, e as cenas de luta e o cenário são bons demais, principalmente as roupas dos punks. A cena que o Van Damme usa a arminha de brinquedo dele nos punks que vão surgindo do nada numa construção abandonada, é ANTOLÓGICA, que nem a cabeça do meu queco. O Van Damme tá andando e de repente começa a descer uns punk do nada com umas cordinha atrás dele, lá no fundo da imagem.

  • negão tosqueira do mal negão tosqueira do mal
  • arminha de brinquedo arminha de brinquedo
  • luta de faca com arte na direção luta de faca com arte na direção

Auuu, o filme mais arte do Van Damme é o Alvo, porque é do John Woo, baita diretor, auuu. Não é nada! O Pyun é que vale.

Cyborg teve uma continuação com a Angelina Jolie que também não é ruim, mas nem se compara ao original.

kickboxer kickboxer

Kickboxer, o DESAFIO DO DRAGÃO, de 1989, acho, é outro grande filme de vingança num torneio secreto. O Van Damme tem que vingar o irmão ou algo assim, que morreu num campeonato secreto de kickbox na tailândia, e para isso utiliza um treinamento meio obscuro. Sim, é que nem o grande dragão branco, periga até ter sido filmado junto, mas é bom pra caralho.

lionheart lionheart

Desta primeira fase temos ainda o Lionheart, o LEÃO BRANCO, O LUTADOR SEM LEI. Sim, os filmes do Van Damme tinhão, digo, tinham os melhores títulos em português. Era sempre algum COISÃO BRANCO. Neste ele é um pit fighter e tal. É o mais fraquinho.

Agora vamos ver os filmes de irmãos gêmeos e clones em geral:

Double Impact, de 91, é tosqueira pura e é o filme que simboliza esta era. O Van Damme é dois irmão gêmeo, um lutador machão e um bailarino filho da puta. Os efeitos especiais tosqueira fazem com que eles nunca apareçam ao mesmo tempo e a história e as lutinha não ajudam. Pior filme dele. É experiência equivalante a ouvir a musiquinha do Dudley no Super Street Fighter IV o dia inteiro, se é que vocês me entendem.

Maximum Risk, de 96, Van Damme é um policial que assume o lugar de seu irmão gêmeo.

Timecop. Só lembro que ele viaja no tempo e tal e encontra ele mesmo no passado ou algo assim.

Replicant. Dessa vez, em vez de irmão gêmeo, ele tem um clone andróide. Bom, melhor que Blade Runner.

van damme mordendo a cobra no alvo van damme mordendo a cobra no alvo

E os demais filmes, da fase 3:

Death Warrant, Garantia de Morte, o van dammaço é um policial especialista em artes marciais que se infiltra numa prisão pra descobrir o assassino que está matando prisioneiros e guardas.

Double Team (A Colônia) é o Van Damme e um negão de cabelo loiro que negocia armas (que o Kojimão copiou num joguinho aí, adivihem qual) enfrentando um terrorista que é o Mickey Rourke. Filme fraco na carreira deles, mas vale um conferes.

Universal Soldier une Van Damme e Dolph Lundgren na mesma PELÍCULA. Os dois são super soldados futuristas e o Dolph é do mal. Bela atuação do Dolph.

Hard Target, o Alvo, o pessoal dá o cu pra esse filme, porque é dirigido pelo John Woo. Mas o John Woo não é grande coisa. Fez uns filmes bem bons e vários ruins, mas ele faz uma ou duas cenas em camera lenta e filma umas pombinha e acham que ele tá fazendo arte. Então tá. Não é o pior filme dessa fase, mas também não é grandes coisas. O Lance Henricksen, outro desses atores que faz qualquer merda, até novela brasileira, é o líder de um grupo que pega magrões pra usar em caçadas humanas. Mas eles cometem um erro ao escolher o Van Damme como o próximo alvo. E muito tosco esse Van Damme cabeludinho, vou te contar. Au, mas o Van Damme arranca o rabo de uma cobra com os dentes e se equilibra de pé numa moto em movimento enquanto atira. Grandes coisas. Ele lutou cego contra o Bolo Yeung no grande dragão branco.

Leggionarie, de 98, é um bom filme, só que é um filme de aventura, não tem luta. O Van Damme é um ladrão que se alista na legião estrangeira, ou algo assim. Isso me lembra a música dos paraquedista da legião, as forças armadas mais hardcore do mundo, baita arte:

Mais le diable marche avec nous HA HA HA HA.

Não tem tropa de elite que se compare. Os cara que se alistam, metade morre direto.

Street Fighter, de 94, é o pior filme do mundo. O filme em que Raul Julia enterrou sua carreira. A única atuação boa é a do próprio Van Damme, como o coronel guile. O resto é tosqueira pura, um blanka e um dhalsin muito vagabundos, uma chun li pior ainda, o honda e o zangief gays pra caralho, e a cammy que luta de calças e que é baranga. E não tem nada a ver com o jogo, pra coroar. Pelo menos o Van Damme dá um corte do guile no final. Pegaram tudo que podia existir de ruim num filme, estudaram por vários anos e deixaram pior. :(

Sudden Death, de 95, não é ruim. É o Duro de Matar do Van Damme. Ele é um bombeiro enfrentando terroristas num estádio de hóquei. Divertido.

The Quest, de 96, é outro filme de aventura com um torneio de artes marciais secreto estilo dragão branco no meio, mas sem muita violência. É divertido, o Van Damme se une com o roger moore, que é um ladrão filho da puta, pra roubar o prêmio do torneio. A participação do capoeirista é ZIBARRA.

Nowhere to Run, de 93, é o Vencer ou Morrer, bom filme de ação em que Van Damme é um presidiário foragido que ajuda uma família a enfrentar construtores do mal.

Universal Soldier The Return é a continuação que vale, mas não vale muito, porque nem o original valia muito, e não tem o Dolph Lundgren. Rolaram outras continuações antes, só que sem o Van Damme, portanto são DISPENSÁVEIS. Au. Mas ele fez o 3 com o Dolph em 2009, que ainda preciso ver. Tenho aqui, mas não vi porque não fazia parte da coleção original do Corongo.

jcvd jcvd

Filmes da fase decadência total:

JCVD, de 2008. Bah, filme francês. Então a crítica já gostou. É meio sem pé nem cabeça, sobre o Van Damme sendo confundido com assaltantes quando ele volta pra cidade onde nasceu. Os créditos iniciais tem uma montagem divertida, mas é só isso. O resto é o Van Damme atuando. Qual a graça? Se quero ver atuação vou assistir, sei lá, o mel gibson fazendo o hamlet. Opa, não disse isso. Mas então... A crítica elogiou. Porque é filme francês. Filme francês, pra crítica, é filme bom. Especialmente se for chato. Aí o Van Damme ficou se achando o artista e recusou um papel no filme novo do Stallone, o Expendables. Maior erro que já cometeu. Pra se redimir, decidiu ir fazer o Soldado Universal 3. Que ele era um grande ator todo mundo que viu o Dragão Branco já sabia, não precisava disso.

Derailed, de 2002, é um dos melhores dessa fase, ele é um agente que invade um trem na europa pra enfrentrar terroristas. Bom filme de ação. Talvez o erro do Van Damme tenha sido começar a fazer filme de ação e ter abandonado a enfase nas artes marciais. Talvez não. Pondere.

Desert Heat (Inferno), de 1999, Van Damme é um motoqueiro barbudo no deserto indo atrás dos caras que detonaram a moto dele. Tem o Danny Trejo. Acho que o problema é a filmagem moderninha.

In Hell, de 2003, ele tá numa prisão russa e participa de lutinhas, mas rola drama e mimimi demais.

Second in Command. Não vi esse. Tenho que ver.

The Hard Corps também não vi. Mas promete. Ele é um ex-soldado que vira guarda-costas, parece.

Knock Off, de 1998, ele é um ESTILISTA lutador. É. E tem o comediante ruim aquele, o Rob Schneider, que só faz merda :(

Wake of Death, de 2003, desses novos até que não é ruim, é um polícial que quer se vingar de chineses, se bem me lembro. O problema, como sempre, é a filmagem moderna. Não dá pra fazer esse tipo de filme com efeito especial demais e filmagem moderna. O Stallone ensinou no Expendables.

Bom, como vocês podem ver, esses são practicamente todos filmes do Van Damme. Falta aquele da sociedade secreta, mas não faço questão. A seguir, vamos pra um diretório mais arte: o diretório Lynch, onde EXPLICO com AUTORIDADE os filmes deste cineasta.

leia mais Retarded Yellow Movie of The Week

Últimos jogos vistos

tu se acha o ardcór das parada?