Pesquisa
avançada
12791 joguetes

Prince of Persia 2 - The Shadow And The Flame

  • PC DOS
  • 1993
  • 4 Disquetes 3 1/2
  • 1
  • DOSbox
  • arquivo Prince Of Persia 2 The Shadow And The Flame (1993)(Broderbund).zip temporariamente indisponível
  • entrada

  • copy protection codes necessários para depois da praia

  • capa

  • depois de 11 dias, o jogador se fode DE NOVO

  • o Vizir toma o lugar do príncipe

  • fugindo do palácio para não se fuder

  • saindo da cidade

  • muito tora ficou esse navio

  • mas o vizir conjura uma tempestade para naufragar o jogador

  • o jogador na praia tem que resolver esse puzzle

  • jogador explorando as dungeons dos esqueletos

  • cheio de esqueletos e de armadilhas do mal

  • ativando uma saída

  • o vizir resolve dar cabo da princesa para usurpar o trono de uma vez. e o ratinho só fica cão nesse jogo

  • escapando da horda de esqueletos perseguidores. legal que o personagem faz "phew" quando fecha a porta na cara deles

  • essa hora que ele pega o cavalo é uma das mais legais do jogo

Essa é uma baita continuação feita alguns anos depois. Bati muitas bronhas para esse jogo porque gostei um monte da historinha sacaneada e das coisas que acontecem no jogo depois. Tem até musiquinha tora e uma recontagem da história do Prince of Persia 1 no início do jogo com voz digitalizada e tudo.


Onze dias se passaram, depois que o jogador casa com a princesa, após derrotar o Vizir no jogo anterior. Na hora de entrar no palácio, o príncipe sente um vento gélido na nunca e não percebe que isso era um feitiço que o deixou com a aparência de um mendigo. Daí dentro do palácio, ninguém reconhece ele, nem a princesa. Na hora que ele vai falar com ela, aparece o Vizir disfarçado de príncipe e manda pegarem o jogador. O jogo começa com o jogador fugindo do palácio e uma porrada de guardas atrás dele.


A jogabilidade não mudou muito: adicionaram um botão a mais só para sacar a espada, ação que pode ser feita mesmo sem inimigos na tela e os inimigos que usam armas brancas não te matam na maior se não estiveres com a espada em riste. Todavia, há bastantes diferenças em relação ao jogo anterior quanto às fases, armadilhas e inimigos. Os gráficos das fases variam bastante e apesar das fases serem pequenas, elas estão cheias de bauru. O jogo é quase tão sacaneador como o Spelunky. Se correr demais, se fode direto. Tem que explorar bem direitinho e com calma as fases para não perder as poções secretas ou não cair nas inúmeras armadilhas colocadas estrategicamente para te fuder bem. Até as portas te esmagam se tu te amarrares para atravessá-las.

Os inimigos também variam bastante e ficam bem sacaneadores nas últimas fases. Tem até cobra caolha e cabeça voadora de medusa pra te encher o saco. O Lionel Ritchie fez uma observação interessante, pois nesse jogo mal tem guarda para matar.


Outra coisa inútil pra caralho é que o jogador agora pode projetar a própria sombra, como legado do primeiro jogo. Tem que punhetar para um lado e para outro e as poções que o jogador acumulou vão quebrando durante a punheta. Quando quebra 12 poções, a sombra do jogador sai do corpo e pode explorar a fase, sendo imune aos inimigos, mas não dá para pegar nenhum objeto e tem que voltar pro corpo para poder passar de fase. A sombra fica mais útil quando tu pegas a chama (the shadow and the flame, fap fap fap), mas não contarei onde que tem que usar a chama, nem como que se faz para pegar a mesma :)


Só não mereceu worth porque tem alguns bugs meio trouxas.

Ok. Mudei de idéia e coloquei worth porque tem versões que consertam a maioria dos bugs e o jogo é bom pra caralho mesmo. Excelente continuação.