Pesquisa
avançada
12787 joguetes

tu se acha o ardcór das parada?

Atari! Ataaaahri Halloween
  • faz pra PC aí, filho da puta

  • tela de escolha do boneco na mesinha igual ao dungeons

  • elfa montada no bicho e góblinhos

  • dragãozão no meio dos tesouros como sempre

  • a bruxa tetuda enfrentando troglopiças

  • um baú de jogos

  • arte

  • a vampira

  • a amazona está sempre mostrando o cu, é claro

Este segue o estilo e reaproveita vários esquemas dos antigos jogos medievais de arcade da Capcom, principalmente os Dungeons and Dragons, mas também rolam elementos do The King of Dragons, como o minotauro e o cenário caindo, e até monstros de montaria tipo Golden Axe meteram (só pra dizer que tem, porque são inúteis). Foi feito por um dos designers do Dungeons original. Que nem no Shadow Over Mystara, tem seis personagens e várias interações tipo RPG, inclusive comprar, vender e consertar armas e equipamentos, só que com inventário mais complexo, e dá pra jogar do jeito que Napoleão gosta, ou seja, de quatro. Tem uma cidade principal onde tu faz as merdas e escolhe as quests e algumas dungeons, acho que em torno de 10, só que cada uma tem dois caminhos com dois mestres, e também rola uma torre com dungeons aleatórias. Durante o jogo é porrada e magia no estilo do Shadow Over Mystara, tem até os troglopiças giradores de tridente, o dragãozão que enche a tela de fogo, itens e armas temporários e, para não ser processados, mudaram o nome do Beholder pra Gazer, mas é a mesma coisa, tem todos os raiozinhos e até a mordida. É divertido, mas é muito punhetoso e repetitivo (mesmo assim não consigo mais parar, porque é que nem cu de gordinha), os Dungeons and Dragons de fliperama são bem melhores e jogar de quatro fica uma bagunça, principalmente usando a bruxa tetuda, que ela ainda pode raisear esqueletinhos, então a tela lota de bonecos e magias e mal se entende o que está acontecendo mesmo em tela de 60 polegadas. Os desenhos é que são legais, com uns bonecos bem grotescões e burusera descarada, e as animações são que nem nos jogos antigos da Capcom, com mais detalhes nos movimentos que repetem mais. Pelo menos dá pra ficar jogando pra sempre com o aleatorizador de Dungeon e se jutando a grupos online até atingir o level 99. Os problemas principais são que começa fácil demais e demora pra ficar difícil, não pode escolher o nível hard direto, e o jogo fica te incentivando até não poder mais a colocar mais bonecos no grupo. Podes jogar sozinho com três personagens controlados pelo computador, o que deixa mais fácil ainda, e o bagulho fica te incentivando a fazer isso e os npc fazem o join in do meio do jogo a não ser que vás até o inn para escolher a opção de desligar eles.

Como compensação, depois que crias outro boneco novo tem a opção de pular as fases barbada iniciais e sair direto no level 15.

Meteram história pra boi dormir com narração trouxa enchendo o saco. Rola também bronha estilo Diablo de recolher moedinhas, mas isso o Dungeons também tinha, e uma mãozinha cursor pra controlar com o segundo MANETE analógico, que certamente foi projetada pra mouse, que podes usar pra descobrir tesouros escondidos na tela ou pra comandar o thief que fica te seguindo e mandar ele abrir portas ou baús. O bonus stage de cozinhar merdas no camping é magnanimo, também. Vale um polegar, mas não atinge a maestria do Dungeons.