Pesquisa
avançada
12799 joguetes

se estiveres te sentindo um merda

Clique aqui

The Faery Tale Adventure - Book 1 (PC)

The Faery Tale Adventure

  • PC DOS
  • 1988
  • 2 Disquetes 5 1/4
  • Sculptured Software
  • 1
  • DOSbox
  • arquivo The Faery Tale Adventure - Book 1 (1989).zip temporariamente indisponível
  • entrada

  • the three brothers

  • RESCUE THE TALISMAN!

  • início do jogo

  • um item ali, mas tem três bandidos prontos para ferrar o cu do Julian

  • matei um deles

  • dentro de uma casinha

  • na taverna, mas não sei o meu gold

  • baita sacanagem esse building

  • um esqueleto me matou

  • agora a fadinha vem me ressuscitar

  • mas se acaba a luck, morre e troca de irmão

  • o fantasma do irmão diz para procurar os ossos

  • atravessando a ponte com o Phillip

  • agora tenho uma maça

  • agora tenho um arco

  • esses são os meus itens

Versão para o PC do RPG mais punheta do mundo onde os três irmãos têm que recuperar um talismã para salvar a região deles.

O boneco se arrasta, a música é uma das coisas mais horrendas que eu já presenciei, cheia de pim pim poms, tem que jogar com o mouse e o teclado ao mesmo tempo, com as setas para mover o boneco e o mouse para escolher as opções (talk, take, etc.) com o botão esquerdo e o botão direito faz o jogador balançar a arma que estiver na mão para acertar (quase que em vão) os atacantes sanguinários.

Falando nisso, o combate é sacaneado pra caralho. Os inimigos podem ser os mais fracos e tal, mas se eles chegam DE LADINHO, não tem o que fazer. Eles vão te acertar e tu só vais levar. Quanto tu morres, vem uma fadinha e te cura, mas isso gasta a tua luck. Quando acaba a luck, troca de irmão. Os irmãos só diferem no gráfico e em algumas estatísticas iniciais.

O jogo te força a fazer caminhadas longínquas o tempo todo. E tem vários caminhos opcionais e várias maneiras de fazer as quests (que não aparecem, tem que descobrir na maior). Eu venci a versão de Mega Drive porque consertaram a jogabilidade e tal, mas essa daqui de PC não tem como. Muito arrastado e travado.