Pesquisa
avançada
12799 joguetes

The Savage Empire

Worlds of Ultima - The Savage Empire

  • PC DOS
  • 1990
  • 2 Disquetes 5 1/4
  • Origin
  • 1
  • DOSbox
  • arquivo Worlds of Ultima - The Savage Empire (1990).zip temporariamente indisponível
  • esse maestro safado dá o tom da fumetagem

  • que entradinha mais frau

  • só aparece na apresentação para constar

  • se fuder!

  • até a criação do personagem é mais tosqueada

  • as merdas para falar em vermelho (mas ainda tens que anotar elas)

  • o teu cu is very important

  • no início do jogo examinando o teu cu

  • esse é o Triolo, o amigo fiel do teu cu

  • equipando o teu cu

  • usando o sobrenome do Rafa para falar com a mulher

  • um tapete de tigre. esse jogo não passaria no Facebook!

  • mais uma salinha cheia de merdas inúteis

  • aventurando-se na selva

  • oh não! um selvagem nobre vestindo a pele de um gato! chamem a patrulha vegana do Facebook já!

  • um combate com um Jaguar. agora os facebuquentos vão à loucura

  • matei o Jaguar! já estou me preparando para receber petições implacáveis do avaaz

  • mais selva então, só para enjoar bem

RPG feito em cima do Ultima VI, mas que se passa na selva em vez de dungeons e merdas medievais. Tem até dinossauros e coisas assim. Sério!

Mudaram um pouco o skin do jogo para fingir que era diferente, mas as opções e a jogabilidade são praticamente as mesmas. Não encontrei spellbook dessa vez, mas acho que nem se importaram com isso, pois esse jogo é apenas um filler oportunista pegando carona no sucesso do Ultima VI, na real.

A história bela resumida é que tu sonhas com uma princesa amazona e tal. Daí tu resolves fazer uma expedição na puta que o pariu e vais parar num mundo selvagem escondido, que nem nas historinhas do Gayrreiro da DC. Acabas encontrando e salvando a princesa do teu sonho de umas merdas quaisquer para depois tê-la sido raptada por um índio louco que era o prometido dela, enquanto os capangas dele te passavam o sarrafo.

O chefe de outra tribo acaba te salvando da carraspana e o jogo começa do clássico jeito: "você acorda aos cuidados do chefe da vila. vá investigar o que está rolando".

Merece ser jogado em homenagem ao Dia do Índio, a data comemorativa mais afudê do Brasil.