Pesquisa
avançada
12775 joguetes

Gyakuten Kenji

Ace Attorney Investigations: Miles Edgeworth

Nizhuan Jianshi

  • Nintendo DS
  • 2009
  • Cartucho
  • 1
  • caixa do cartucho com os personagens novos imbecis

  • BEGIN INVESTIGATION

  • a Cammy Meele, a única personagem boa do jogo

  • isso não tem no jogo, mas coloquei só pra sacanear

  • a Calisto Yew, outra personagem nova do jogo

  • levando uma carraspana do WOLF

  • BATTLE OF WITS com o Wolf

  • interrogando um turco safado

  • reusando a Maggie na cara de pau com gráficos mais trouxas

  • investigando no primeiro caso. tri bobalhão o bagulho

  • tem o Von Karma também no quarto caso quando volta no tempo

  • e a Franziska von Karma com 13 anos, só para patifar bem o amarelismo

  • depois a Franziska aparece do nada no final do 2o caso

  • a Ema Skye com um boné que não convence ninguém

  • a guraiazinha louca para meter um fist no Edgefronha

  • o Edgeboçal fingindo que faz alguma coisa com o dedinho

  • as EVIDÊNCIAS do jogo

  • finalmente o lobo resolveu COMER

  • Gumshoe com gráficos ruins

  • e até o Larry Butz vestido de Steel Samurai

Fodancharam mais ainda para esticar os joguinhos com os personagens do Phoenix Wright. Sério mesmo! Só Vendo pra crer!

Neste jogo, tu és o Miles Edgeworth! Sim, o rival do Phoenix Wright agora tem um joguinho só dele. Já que nos jogos anteriors, o Edgeworth é o clássico inimigo amarelo que se redime ante a honra e maestria do herói, neste jogo o personagem faz o papel do promotor que está sempre em busca da verdade. Ele vai se envolver involuntariamente em um monte de situações inusitadas e perigosas e ele tem que investigar e traçar uma BATTLE OF WITS com os outros personagens para mostrar quem que tem o pau maior (lógico que o dele é de borracha, por isso que ele sempre vence).

Tentaram fingir que não reusaram o engine dos jogos anteriores porque agora tu controlas o bonequinho do Miles pelos cenários do jogo, junto com o assistente designado do level. Quase sempre o assistente é o Detetive Gumshoe, que é o corinho de pica oficial do Edgeworth. Desavegezearam o bagulho, basicamente. Daí depois que tu examinas todos os objetos necessários do cenário corrente, provavelmente vais encontrar alguém para te encher o saco ou te mandar embora pra casa. Neste momento, vai rolar uma BATTLE OF WITS entre o Edgeworth e o inimigo, com a mesma jogabilidade das fases de tribunal do Phoenix Wright, mas muito mais facilitada e sem graça.

Como este é um jogo com um foco pretensamente investigativo, resolveram colocar mais opções de bronha durante a parte que exploras o cenário. Agora tem a opção LOGIC, que permite tu conectares dois "pensamentos" relacionados para o jogo progredir. Sabe como é.. alguns itens do cenário geram esses pensamentos com letrinhas verdes e tal. Por último, colocaram uma opção chata pra caralho chamada DEDUCE, que aparece só em algumas telas, permitindo tu associares ou confrontares um dos teus objetos com os do cenário, a fim de encontrar uma contradição, evidência alterada ou apenas por bronha mesmo.

Mudaram bastante os gráficos para parecer mais modernoso e não dizerem que foi apenas outra adaptação do GBA. O problema é que contrataram um time de artistas retardados que fizeram com que todos os bonecos parecessem uns debilóides, com expressões faciais pra lá de duvidosas.


O objetivo do jogo é derrotar todo o cartel de contrabando que está causando uma crise econômica num país fictício lá. Inventaram uns personagens muito bobalhões para criar esse ambiente. Para encher mais linguiça no review ainda, aqui vem as descrições de todos os casos do jogo:


Turnabout Visitor - o Edgeworth e o Gumshoe chegam na sala do Edgeworth e descobrem um cadáver de um detetive e alguns arquivos roubados de um caso antigo chamado KG-8 Incident. O cadáver era do assistente de um colega promotor. Daí esse promotor aparece do nada e acusa injustamente o Gumshoe de ter matado o detetive. Resolvem reusar a Maggie do Phoenix Wright 2 nesse caso também só para putaria, é claro. No final do caso, o Edgebicha descobre que o próprio promotor era o assassino. Quem diria, heim?


Turnabout Airlines - o Edgeworth tava num airbus sei lá fazendo o quê e aparece um agente da Interpol assassinado no elevador do bar do airbus, encontrado pelo Edgeworth, enquanto ele tava batendo punheta (usando apenas o dedo médio) no bar. O Edgeworth vira o principal suspeito do assassinato e ele tem que provar que não foi ele. Daí ele segue investigando, descobre que o agente tava investigando o cartel e no final ele descobre que uma das aeromoças peitudas era a assassina. Afu mesmo esse filler! Resolvem reusar a Franziska von Karma do Phoenix Wright 2 a partir do final desse caso e em todo o resto do jogo como parceira do Edgebronha.


The Kidnapped Turnabout - como pagamento de um favor (sexual), o Edgeworth resolve agir como o intermediário do pagamento da recompensa de um sequestro do filho de um magrão rico lá. Capturam o edgeworth enquanto ele estava entregando o dinheiro na Haunted House de um parque de diversões e daí, para alcançar a audência das crianças, ele é resgatado por uma criança chamada Kay, que se intitula Yatagarasu (pau no teu cu). Depois que ele foge do cativeiro e investiga todo o parque de diversões, ele descobre que o sequestro foi armado pelo próprio sequestrado e, no final das contas, por razões amarelas totais, descobrem que o pai do guri também fazia parte do cartel. Reusaram o policial Meekins só para encher o saco, a Ema Skye do Apollo Justice com gráficos trouxões (como sempre) e o personagem novo da vez é um magrão chamado Shi-Long que se intitula THE WOLF. De dar inveja ao Bobageman.


Turnabout Reminiscence - O jogo volta no tempo para explicar o KG-8 Incident e para introduzir os personagens centrar de toda a trama do cartel. Mataram o promotor que era o pai da criança que salva o Edgefag no caso anterior e no final das contas é descoberto que a vilã era a advogada que competia nos casos desse promotor, mas ela acaba fugindo e reaparecendo no caso final, obviamente. Reusaram o juiz de todos os jogos do Phoenix Wright, mas mudaram a cor do cabelo e da barba dele, sem motivo algum.


Turnabout Ablaze - Esse último caso parece com a última fase do Metal Slug 3. É quase tão grande quanto todos os outros casos anteriores somados (até porque eles são basicamente fillers mesmo). Esse se passa nas embaixadas de um país dividido em dois por um lugar chamado Theatre Neutralis (éééé) e logicamente, toda a trama do cartel é descoberta nesse cenário inusitado, enquanto o Edgemerda fica investigando fodanchosamente os dois países. Reusaram na caruda o Steel Samurai, a Wendy Oldbag e até o Larry Butz só para deixar tudo bem ahahaha arguinho.


Meu veredicto. Não vale a pena. Nem para os fãs abobados. É tedioso e fácil demais mesmo. Qualquer girico vence isso mesmo sem saber muito inglês. Eu só joguei até vencer porque o jogo é bem soporífero e me ajudava a dormir.

Outras versões:

Ace Attorney Investigations: Miles Edgeworth

Nizhuan Jianshi