Pesquisa
avançada
12781 joguetes
  • Playstation 3
  • 2011
  • Blu-ray (auuu)
  • 2 Internet
  • 3D
  • se não é gay tem que escalar

  • a molinha

  • burusera e hentai

  • os vermelho vão explodir

  • if you are not gates...

Esse jogo ficou legal mesmo. Tu é um magrão de cuecão segurando um travesseiro e tem que escalar uma pilha de blocos gigante enquanto a base vai caindo. Se demorar demais se fode e cai junto. Pode puxar os blocos e empurrar, criando novas plataformas e escadinhas ou derrubando tudo, e tem também blocos com armadilha, deslizantes, explosivos, blocos que quebram se pisa em cima e diversas outras artimanhas. Quanto mais perto do topo, mais alto vai ficando um sino atordoador pra te psicopatear ainda mais e algumas fases tem mestres filhos da puta que arcadeseiam e tentam te esmagar ou lançam raios e porcarias que destroem os blocos e tudo que está pelo caminho. Além dessa parte de puzzle que é a principal, rola um adventurezinho bem trouxa entre as fases, que apesar da enrolação conta com a consagrada artimanha da burusera, em que uma sucubus do mal tenta te fazer trair a namorada. Pelo menos na parte adventure tem um lugar com uma máquina de fliperama com mais puzzles fodarras ainda de plataforma para DEBULHARES. Pensei que o joguinho seria uma merda, mas é acima da média. Sem dúvida é a SURPRESA DO MÊS NO CLUBE Canal 3 e a dificuldade é muito boa, apresenta um excelente desafio. Claro que não foi nenhuma surpresa constatar que na wikimerda elogiam todas as partes ruins do jogo, mas falam mal da dificuldade excessiva: "Catherine was met with a mostly positive critical reception upon release, with critics praising the cutscenes, story, varied and distinctive gameplay, and puzzles, but criticizing the difficulty." Auuuu, certo que vai frustrar os débeis mentais que querem apenas assistir o jogo até o final. Bando de rosca frouxa. Isso me lembra até o ridículo site espanhol http://www.combogamer.com/7235/articulocuriosidades-portadas-videojuegos-4/ onde um rosquer da geração g0y começa a dizer que as PORTADAS dos jogos eram copiadas de posteres de filmes. Aí o filho da puta mostra uma tela do After the War, aquela com o desenho do magrão segurando a metralhadora, e diz que é copiada do poster do filme Street Fighter com o Van Damme. Claro que o Zé Ruela não percebeu que o filme foi lançado em 1994, cinco anos depois do jogo! Esses espanhois filhos da puta só são mais burros que os brasileiros quanto se trata de falar de joguetes. Depois ficam chorando porque o MDBunda pirateia os joguinhos deles enquanto a Europa inteira distribui os MESMOS há anush. Fica aqui meu polegar estendido para Catherine. Se não fosse a parte adventure chatona seria melhor ainda.