Pesquisa
avançada
15109 joguetes

se estiveres te sentindo um merda

Clique aqui

  • TRS Color
  • ano desconhecido
  • Fita cassete
  • 6 Turnos
  • Texto
  • XRoar
  • arquivo Cartel (T&D Software).cas temporariamente indisponível
  • entrada com o tabuleiro chinelo que não serve pra nada

  • aprecie o jogo

  • que safadeza esses comandos

Essa é uma versão do Banco Imobiliário chinelona pra caralho. Desenham o tabuleiro no início, mas é sacanagem, pois o jogo é todo texto, baseado em comandos para digitar :(

Pelo menos suporta até seis jogadores e tem todas as features do jogo original, o que o torna melhor do que a sacanagem do Monopolize pra DOS.


Estive dois meses no Brasil no final do ano. Me senti gorda. Me senti flácida, me senti velha... Coisas que nao me sinto aqui. Aqui me sinto inteligente, produtiva, cheia de mim. No Brasil eu era um corpo que desviava àquilo que era esperado de mim, porque nao se esperava que eu fosse inteligente e produtiva e plena, mas magra, tonificada e esvaziada de mim. Eu nao voltarei a morar no Brasil e nao porque sou covarde, mas porque nao quero gastar meu tempo me preocupando com meu corpo: nem em molda-lo para o agrado alheio e nem em lutar para que seja aceito. Vou me preocupar em mante-lo sadio. Nao me interessam essas coisas. Nao voltarei a morar no Brasil, porque considero nefasto o modo com que lidam com o corpo da mulher. Nao quero nem ter que exibi-lo em fio dental mostrando minhas celulites como forma de protesto. Nao quero ter que protestar, nao quero estar envolta nisso e acho feia uma bunda em fio dental. Gosto de biquinis largos, que combinam com meus quadris largos e que nao me colocam a gastar minhas parcas sinapses com isso. Acho um saco essas coisas. Essa coisa do sol tropical e do corpo no Brasil me cansam a alma ate o cu da bunda. Nao, nao voltarei a morar no Brasil e viverei feliz meus 30, 40, 50, 60, 70 anos com meu macacão de carne, cujo propósito eh me oferecer experiências maravilhosas e nao ser posto em vitrine para a avaliação alheia. Abaixo, Cleo Pires, ou o que se espera de uma mulher brasileira. 30 anos dessa paranoia foram suficientes. Im out.