Pesquisa
avançada
12618 joguetes

Jogo recentemente visto:

Magical Tree

Another World 20th Anniversary Edition (playstation 4)

  • saindo da bolinha

  • tiros na prisão

  • a fase que não tinha no amiga, se não me engano

Port dos de sempre da versão windows com o agravante de que é uma merda jogar no controle do ps4 devido a posição trouxa dos botões, fica ruim correr e pular ao mesmo tempo, o que é bom, pois VAI AUMENTAR SEU DESAFIO!!! :) Também rolam uns troféus trouxas só pra dizer que tem. Na real não curti muito nem a versão windows porque as texturas que colaram nos desenhos (devem ter se inspirado na versão 3DO, só que ficou pior ainda) são meio trouxas, prefiro os flat shading do original que são muito mais istaile. E se for jogar em joystick o bom é estilo Atari (botar pra cima pra pular e o botão atira) ou Mega Drive, com os botões lado a lado. Rolam umas opções trouxas de deixar os gráficos quadradões e usar trilha sonora original, mas é tudo papinho daqueles de cu pra pica só pra dizer que tem, na hora do vamo ver a coisa acontece do mesmo jeito. Isso me lembra minha infância, em 1991, quando sofria bullying no colégio devido ao fato de ter contado para meus amigos que não sabia por que minha mãe ia todos dias visitar o Tio Jãojão, revendedor de automóveis, pra ver algum carro pra comprar e ficava lá umas cinco horas por dia, incluindo fins de semana e feriados, e nunca comprava nada, daí começaram a dizer auuuuuu o Jãojão tá é comendo a tua mãe, filho da puta, com o que fiquei deprimido e tentei me matar no banheiro com três churrasqueiras e tive que me refugiar em meu próprio mundo de videogames onde eu era o herói atuando em cenas EMBASBACANTES de acção ininterrupta enquanto jogava grandes obras de arte electrônicas do tipo Game Over. Aí um dia meu amigo Trogílio Trêsgraulio trouxe em minha casa um disquete contendo Another World de Amiga e foi como se eu tivesse sido transportado para um universo fantástico de fantasia, aventura e ficção onde eu poderia explorar um planeta totalmente novo, mas árido e, por que não dizer?, repleto de perigos e curiosidades em todo canto. Qual não foi minha surpresa ao estabelecer amizade com o alienígena que estava na celinha flutuante depois de passar meses tentando passar pela colina dos chamichungas e pelo terrível monstro comedor da Druuna que a habitava. Em minha mente doentia criei diversos fanfics de esquerda onde conhecia melhor meu amigo alienígena enquanto tentávamos sobrevier a este estranho e, por que não dizer de novo?, hostil e fascinante mundo MATIZADO de azul cerúleo cor de calcinha. Quantas horas de emoção e fascínio quando minha mente se desligava durante os momentos de terrível coreação e zoação no colégio enquanto todos faziam acusações injustas sobre minha mãe, que só pioraram quando o Tio Jãojão passou a frequentar minha casa e ia almoçar e jantar lá todo dia, e que atingiram o insuportável quando ele abriu conta conjunta com minha mãe. Se não fosse Another World...