Pesquisa
avançada
12791 joguetes

tu se acha o ardcór das parada?

Anime Game ovo

Mad Martha

  • Atenção: MAD MARTHA é uma marca registrada.

  • Instruções. Admire a beleza dos UDG. Deus meu!

  • Boa noite, Henry. Não pisa no PENICO. Belo lençol.

  • Uau. Um momento de tensão. Viva o BASIC.

  • UDG do cão reaproveitado como papel de parede.

  • Ih, fudeu. Lá vem a vadia.

  • Tchau, Henry.

Irritante. Tosco. Lerdo. Demente. Viciante. Mad Martha, um adventure mulambento feito em BASIC, te coloca no papel de Henry Littlefellow, um ótimo sujeito casado com uma psicopata CABEÇUDA E GIGANTE de nome Martha. O objetivo do jogo é conseguir sair de casa pra encher a cara em um pub, sem chamar a atenção da esposa. Se ela te pegar andando pela casa, fudeu: te decapita com um machado. Tudo assim, muito normal, como se esposas assassinas fossem uma coisa cotidiana. Lentíssimo, cada tentativa de fazer alguma coisa demora horas pra surtir algum efeito. Alterna textos mongos com incríveis UDG e telas que demoram um século pra serem desenhadas. Dá tempo até de DEBUGAR A PORRA DO PROGRAMA na cabeça enquanto a ilustração vai se formando. Uma bosta completa, mas que tem seu fascínio. Não dá pra negar. Lembro de passar horas insistindo no jogo pra ver até onde o autor chegaria. Impressionante. Jogos como este e Jet Set Willy nos levam a duas conclusões. Primeira: as DOGRAS tavam BOMBANDO FORTE na Inglaterra do início dos anos 80. Segunda: tava cheio de VADIA NA TPM casada com bons sujeitos, que só queriam encher a cara em paz sem terem medo de ser DECAPITADOS pelas próprias mulheres. Aí eles ficavam em casa, queimando CHAURA e programando em BASIC no Spectrum. Céus.