Pesquisa
avançada
12870 joguetes

tu se acha o ardcór das parada?

Insert Coin Halloween

The Space Adventure Cobra - The Legendary Bandit

  • o lendário COBRA

  • a arma escondida no braço é sua marca registrada

  • percebam a vadiazinha se metendo em apuros

  • cobra demonstra habilidade no manejo do charuto

  • glass boy

  • a psychogun!

  • uma das vertiginosas cenas de ação.

  • ela fica sempre de costas.

  • o tempo todo. "affe".

  • buichi terasawa, um onanista de primeira

  • um francês pegou um monte de tela. valeu, francês.

  • a caixa de um dos filmes mostra o estilo dele

Este videojogo, como podemos comprovar pelo arrojado visual e pelos desbundantes efeitos sonoros, é inspirado em uma série de revistas em quadrinhos e desenhos animados dos anos 70.

Cobra é um verdadeiro herói viril desse período, no melhor estilo de Flash Gordon e Buck Rogers. Confesso com certa relutância que gostaria de tê-lo interpretado no cinema, ou pelo menos numa telesérie de uns, digamos, 15 capítulos semanais. Melhor ainda, gostaria de ter contracenado com ele, quem sabe no papel do caçador de recompensas Glass Boy.

Mas ao contrário de Buck Rogers e Flash Gordon, Cobra tem um quê de SOMBRIO, pois é um pirata espacial com longos e poderosos mullets, um bandido procurado que tem sempre um charuto no canto da boca (oh, sim, eu gostaria de tê-lo interpretado, sempre gostei desses roteiros populares). No começo desta história, há 3 anos Cobra assumiu nova identidade para fugir dos caçadores de recompensa e da lei, e agora está retornando para a terra, onde pretende encontrar sua parceira robô, a Armored Lady, num bar barra pesada. Logo ele arruma uma briga e, relutantemente, pois desconfio - pelo brilho em seu olhar e pela firmeza com que comprime o charuto - que Cobra também seja um militante da causa, relutantemente, ele se une a uma caçadora de recompensas que tem tatuado na bunda (péssima desculpa para mostrar mulheres nuas) um mapa de um tesouro.

A dificuldade, como fui informado pelos meus assistentes, não existe, como em 99% dos tais AVGs japoneses, e a jogabilidade consiste em realizar tarefas repetidas. É como ter que ficar escolhendo opções para ler uma história, muitas dessas opções sem muita lógica. Há quem goste. Do outro lado do mundo. Como atrativo para os impúberes, de tempos em tempos temos mulheres nuas.

O visual e som, repito, são bastante inspiradores, bem como a história, e não me importaria de jogar durante uma noite de insônia. Prestem atenção no penteado do herói e em sua roupinha vermelha e ignorem as garotas nuas. Pelo menos naquela época a animação japonesa ainda não era obcecada pelos seios de 80cm e contava com verdadeiros heróis fortões & dominadores.

PS: A música fica torturante quando chegas na cidade.