Pesquisa
avançada
12791 joguetes

Emir Ribeiro

O maior autor nacional de quadrinhos de todos os tempos, criador da mais FAMOSA super-heroína do universo, a Velta, que é uma loira de 2 metros de altura, só anda de fio dental e dispara raios pelas tetas e pelo cu. Velta é, como podem notar, uma típica BRASILEIRA, Emir criou-a para homenagear as brasileiras e fez ela com todas as características nacionais. Por exemplo, apesar de gostar de mostrar o seu LINDO, EMPINADO, REDONDO E ARREBITADO BUM-BUM (com hifen, segundo o mestre), ela é virgem. Por isso dá apenas o cu, para manter o cabaço até casar. Sério. Real. E o melhor, tem até uma história em que Emir, que é também um personagem, come o boró dela, após dar umas rasgadas sensacionais. Diz o mestre, e por isso merece o título, que inspirou o episódio em eventos corriqueiros de sua vida.

Entre outras maravilhosas criações de Emir no universo de Velta (onde costuma nevar nas montanhas da Paraíba), temos a famosa Doroti, a alienígena travesti que mija ácido e que colocou o Alan Moore pra correr; Fátima, a mulata mutante; Nova, a ginóide, que pegou câncer de pulmão porque o cigarro hoje em dia contém muitos agrotóxicos; e a FUBRAPE, um super grupo de heróis brasileiros.

Emir é grande demais para o Brasil e já trabalhou em editores americanos como ghost-drawer pro Mike Deodato, mas teve que parar ao perceber que os americanos exigiam que ele cumprisse prazos, coisa que o mestre não sabia que existia, e que eles não gostam de travecos gigantes que mijam ácido. Se não fosse a terrível máfia estrangeira que obriga os jornaleiros a esconder os gibis nacionais nas bancas, Emir seria um sucesso.

A periodicidade de sua revista Velta é quinquenial e todas as edições são especiais comemorativos (Velta especial 15 anos, especial 20 anos, especial 30 anos, etc.) Estima-se que ele vá produzir um total de 8 gibis antes de morrer (cada um com 30 páginas).

Últimos jogos vistos

tu se acha o ardcór das parada?

se estiveres te sentindo um merda

Clique aqui