Pesquisa
avançada
13306 joguetes

tu se acha o ardcór das parada?

Halloween FILMES QUE EXPLODEM COMO DINAMITE

  • Windows
  • 1998
  • 2 CDs
  • 1
  • 3D
  • Manny Calavera abismado com o seu tubo de mensagens

  • Usando o computador para ver os arquivos dos seus clientes

  • o jogo é cheio dessas frases toras

  • contemplando a porta do chefe

  • dá pra rever todos os diálogos, no caso de perder algo importante ou engraçado

  • outra piadinha com a estátua

  • sacaneando o dia dos mortos

  • sabotando as respostas automáticas do computador do chefe para conseguir a ordem de serviço

  • :D

  • interagindo com o mecânico, uma espécie de elemental dos veículos

  • fodanchando com a secretária

  • de roupinha de Grim Reaper, finalmente conseguiu um carro para ir ao mundo dos vivos

  • tora pra caralho o jeito que fizeram o mundo dos vivos

  • o chefe fudendo as cartas

  • confrontando Domino, seu rival bem sucedido

  • o faxineiro dando dicas :)

  • interagindo com o fazedor de balões

Em homenagem ao dia dos mortos, fui forçado a colocar esse joguetão no bauru de jogos. É um dos melhores jogos traduzidos para português que eu já vi e acho que é o único adventure que presta desse engine novo 3D da Lucas arts. O Monkey 4 é um horror cósmico de tanta chatice e o Myst III eu nem tive coragem de ver, até porque é Myst.


Tu és o Manny Calavera, alguém que está preso no limbo dos mortos e trabalha numa empresa que vende pacotes de viagem para os recém mortos poderem fazer sua jornada de quatro anos à terra do Descanso Eterno com mais conforto. Tu não sabes quais pecados cometeste para estares preso lá, mas sabes que poderás te libertar se ajudares clientes o suficiente a conseguir 'pacotes premium', que reduzem drasticamente o tempo da jornada. O jogo começa no prédio da empresa e logo percebes que tem merdas rolando e que tá todo mundo te sacaneando o tempo todo.


A interação do jogador com o cenário é algo bizarro de se acostumar. Não tem mouse ou merdas pra clicar na tela. Tem que mover o boneco perto dos outros personagens, das saídas ou dos objetos e acompanhar a cabecinha dele se virando pra eles. Daí dá pra apertar as teclas (E)xamine, (U)se ou (P)ick up que ele vai interagir apropriadamente. (I)nventory vai dar um zoom no peito do jogador e mostrar os itens que ele tem armazenado, um por vez para selecioná-los e poder usá-los nos outros objetos/pessoas do cenário.


Os puzzles tem uma dificuldade decente e a história do jogo é bem divertida. Não pouparam ironias, nem fodanchas, visto que só tem filho da puta como personagem. A versão em português é a melhor de todas, talvez pelo jogo seguir um tema mexicano, por causa do dia dos mortos, ou porque escolheram melhores dubladores e roteiristas mesmo.


Esse foi um dos últimos adventures bonzões que eu joguei, antes do declínio geral dos jogos desse estilo. Pena que não roda mais nos windows modernosos e tem que usar um emulador tri vagabundo pra fazer funcionar, mas estão fazendo um remake pra PC e pra PS4. Compre de novo o jogo, loser. Vale a pena! :)