Pesquisa
avançada
13450 joguetes

  • Windows
  • 1997
  • CD
  • 1
  • alice apresentando a parada com vários extras

  • essa é a tua parceira no torneio, se tu perder ela tem que dar o cu pros inimigos

  • essa garçonete é estuprada toda hora

  • fadinha teleportadora da dungeon

  • dungeonzando

  • uma splish splash atacando! claro que algum pirateco traduziu o jogo.

  • dungeons

  • um gato do mal

  • upa la la

Até que joguei bastante este porque a parte RPG é divertida, rola automap, as dungeons são grandes pra cacete e cheias de sacanagens e poderes bizarros para pegar e tem um montão de inimigos engraçadões, até uns guerreiros que atacam com raquete ou com um pauzinho com um cagalhão enrolado na ponta. Também tem um tarado que só mostra a bunda sem causar dano e apanha e outro que se suícida, fora as monstras que podes capturar usando a SM rope quando a energia delas estiver baixa, aí elas te ajudam nas batalhas e podes libertá-las ou vendê-las no mercado de escravas quando saires da dungeon, mas isso pode aumentar o nível do teu sin (que também aumenta com estupros e outras merdas). Tem até uma werewoman que vira vários tipos de bronha hentai clássica quando apanha, tipo secretária (wereOL) ou enfermeira tarada. É o mesmo esquema do original, o gayrreyro mongotaro chega na cidade pra competir no coliseu e entre as lutas pode explorar a dungeon pra ganhar merdas e avançar de nível. Se vence a luta tem o direito de comer a parceira do adversário e vice-versa, a parceira serve só de prêmio, além de vários outros itens e dinheiro. Tem um montão de magias e skills diferentes, mas a parte hentai é no nível intermediário para avançado, com muita descrição e diálogo sem fim só pra enrolar (pelo menos pode avançar os diálogos rapido) e com as melhores situações, tipo a princesa que é criança mas usa a varinha anti-pedofilia pra criar um corpo adulto pro jogador comer, entre diversas outras bronhas que vão do tentáculo a um pouco de necrofilia não faz mal a ninguém. Toda hora também alguma mulher é estuprada no bar por nada, só pra aparecer bronha. É quase um clássico do gênero e dá pra jogar bem, porque mesmo tirando o hentai o RPG fica bom, que parece que fizeram ao portar para algum consolo. Rola até resumo do que tem que fazer durante o load. Excelente jogo sem nova ordem mundial. master-dica: não entre pro culto do cactuzinho pau no cu pra ganhar magia, que só se fode, depois vais ganhar magia de graça sem ter que ficar pagando 10% de experiência e gold.