Pesquisa
avançada
13636 joguetes

Jogo recentemente visto:

Terra Cresta (NES)
  • até a imagem da caixa é CHAMATIVA, heim? mas nisso todos jogos modernos são uma merda.

Os produtores até tentaram criar umas polêmicas LGBT enviando comentários contra eles mesmos nas redes sociais pra fingir que o jogo tinha alguma relevância e alguém se importava, mas a verdade é uma só, este joguinho é uma bosta e ninguém se importa.

Senão vejamos, vamos dividir o review nos quesitos clássicos para demonstrar a ruindade da obra:


Gráficos - são idênticos não só aos do last of cus 1 como aos dos uncharted, todos jogos feitos ao menos sete anos atrás, ou seja não evoluiram nada. Au, mas a definição talvez seja um pouco maior e au... piça. Pra época era bom, mas agora é só a mesma coisa de sempre, mais pedrinhas e grama realistas e sem estilo e personagens feiosos e sem cor. Pode ver que um jogo como Ghost of Tsushima, que pode até ter gráficos menos realistas, só por tem um monte de corzinha e estilo as imagens já parecem pintura, enquanto este suxeia afu no quesito gráficos.


Músicas - não existem, não tem nenhum tema memorável como do Uncharted ou nada que não seja burocrático.


Engine - não evoluiu nada do Last of cus 1. Que pra época a gente ainda aceitava porque era competente, mas também não era muito superior aos do Uncharted. Só que faz anos já e não mudaram nada, passaram os ultimos anos fazendo o que? Desenhando grama e pedra? Pra não dizer que não mudou nada, na real criaram a cordinha que tem todo um engine de física que algum indiano deve ter passado noites programanado, mas é algo chato de usar e que não tem grande utilidade.


Combates - são ridículos e sem dificuldade. Não tem monstro novo, a não ser um mestre que não é muito diferente dos outros bichos, e são entediantes e claramente colocaram em pontos previsíveis do joguinho só pra constar. Aliás, este é um dos jogos mais burocraticos que existe, dá pra prever tudo que vai acontecer toda hora. A única diferença é que agora os inimigos tem cachorros. Outro detalhe afu é que quando tu acerta os inimigos, 90% deles fica rolando no chão e agonizando, em uma tentativa canhestra e Austin Poweriana de tentar mostrar que os bonecros agem como seres humanos e tal, veja que perfeição, só que como todos eles fazem isso e ficam rolando e agonizando da mesma maneira, até o grito deles é o mesmo, o negócio fica tão tosco e mecânico que lembra as mortes dos soldadinhos gritões do Wolfenstein 3D, aqueles do AIiiiiiiiiiiiim.


Jogo em si - Uma treva. Chato pra caralho, o outro tinha as manha de meter o jogador direto na ação, já este quase não tem ação. Os cara tem a pachorra de te fazer jogar um entediante duelo de bolas de neve no início pra servir de tutorial de chatice, o tempo todo o negócio pára pra te mostrar videozinho com história pra boi dormir, normalmente todas partes do jogo que acabam em um corredorzinho tu já adivinha que no fim do corredor vão ter uns caras esperando para ENRASCAR a herona em uma cena automática em video de tal modo que tu já começa a achar que ela é muito burra, afinal em quantas armadilhas é capaz de cair em sequencia nesses corredorezinhos? O negócio é muito feito nas coxas. Outra chatice do cacete é um mini gayme de violão que eles repetem a exaustão. Pra coroar, como os cenários dos jogos anteriores eram meio fechados, mas funcionais, eles resolveram fazer os cenários maiores e mais abertos, o que não serve pra nada, pois o jogador não tem motivo nenhum pra ficar explorando e acaba indo só do ponto a ao ponto b pra avançar, pois explorar só serve pra encontrar mais itens pra fazer armas, só que em três minutos tu já tá com o inventário lotado. Pra RECOROAR, resolveram fazer um monte de cenários em que tens que ficar examinando objetos só pra contar historinha, daí a cada objeto examinado os bonecros ficam meia hora falando e dialogando merdas que te botam pra dormir. E depois era o Kojimão que não deixava jogar...


A história - é a chatice suprema e recorreram ao expediente mais fracassado dos viedeogames, que é o de tu controlar dois bonecos diferentes alternadamente sendo que os objetivos deles são contraditórios (acho que era um dos call of juarez que fazia essa merda, não lembro). Daí o jogo inteiro é boneco a tem que perseguir o boneco b, mas quando encontra tu passa a controlar o b e tem que fugir do a e assim repete a punheta até o fim, sempre tu desfazendo tudo que fez nas ultimas horas de jogo pra depois fazer tudo de novo. Esse estilo de história só funciona em filme, não em jogo. Fora uns furos de roteiro agressivos, como por exemplo a parte em que a personagem decide abandonar a missão e retornar a base porque sua amiga revelou que está grávida (de menos de um mês) e então vai precisar de cuidados, mas em seguida o roteiro se contradiz mostrando uma outra personagem grávida de varios meses em meio a combates e aquelas escalações de plataforma tipo uncharted. Não tem como levar a sério.


Ficam aqui meus dois polegares para baixo.

Este jogo chupa rolas.


Pra terminar de enterrar, removeram o multiplayer. Sabe como é, deve ter dado muito trabalho fazer o jogo usando o MESMO ENGINE de cinco jogos anteriores. Devem ter gasstado muitos anos criando a física da cordinha.